terça-feira, 22 de agosto de 2017

WWE | SummerSlam 2017

Brock Lesnar retém o Universal Championship após batalha caótica; Dean Ambrose & Seth Rollins, Sasha Banks e Natalya sagram-se campeões



Data: 20 de agosto de 2017
Arena: Barclays Center
Localidade: Brooklyn, Nova Iorque



John Cena vs. Baron Corbin
Recém-casado e de bom humor: foi assim que John Cena se apresentou para enfrentar Baron Corbin. O big man não se fez rogado e assumiu o controlo das operações através de strikes e submissões, mantendo Cena no tapete durante largos minutos. Contudo, o campeão mundial por 16 vezes não precisou de aplicar muitos golpes para fazer com que a balança pendesse para o seu lado, alcançando o triunfo após um Attitude Adjustment.
Vencedor: John Cena
Nota: 5/10


Smackdown Women's Championship:
Naomi (c) vs. Natalya
Início a todo o gás, com Natalya a soquear freneticamente a adversária e esta a responder com golpes em que a agilidade dela esteve bem patente. Essa acabou por ser a toada do duelo, com uma candidata principal a tentar controlar a adversária com strikes e submissões, e a campeã a ripostar com golpes vistosos.
Depois de um Sharpshooter mal sucedido, conseguiu prender Naomi na manobra por uma segunda vez e fê-la desistir, sagrando-se campeã cerca de sete anos depois.
Vencedora: Natalya (nova campeã)
Nota: 4,5/10


(Enzo Amore suspenso numa jaula sobre o ringue)
Big Show vs. Big Cass
Combate entre dois pesos pesados da WWE, dos quais não se esperava um duelo muito entretido. Embora Big Show fosse o maior homem em ringue, lutou limitado devido a uma lesão no pulso, algo que impediu com que subisse ao topo dos cantos com mais rapidez e soqueasse o adversário com a força máxima.
Notando essa fragilidade no oponente, Big Cass trabalhou no braço direito de Big Show, danificando-o ainda mais. Além disso, resistiu ao Chokeslam. Enquanto dominava, Enzo Amore conseguiu escapar da jaula, porém, Big Cass despachou o antigo companheiro de tag team e o adversário com Big Boots, finalizando o serviço com um Big Boot em Big Show, seguido de um Empire Elbow.
Vencedor: Big Cass
Nota: 4/10


Randy Orton vs. Rusev
Rusev não perdeu tempo e atacou Randy Orton durante a entrada do Viper. O combate demorou a começar, alegadamente por problemas causados em Orton, mas afinal era apenas um bluff. Assim que a campainha tocou, RKO, 1 2 3 e acabou.
Vencedor: Randy Orton
Nota: -


Raw Women's Championship:
Alexa Bliss (c) vs. Sasha Banks
Combate equilibrado e muito disputado, mas nem por isso nada de especial em termos de espetáculo. Alexa Bliss aparentou estar sempre um passo à frente e até esteve perto de vencer via Count-Out, mas Sasha Banks conseguiu voltar ao ringue no derradeiro instante. Depois de ter sofrido muito, Sasha encontrou forças para surpreender Alexa e aplicar um Bank Statement que ditou a nova campeã.
Vencedora: Sasha Banks (nova campeã)
Nota: 4,5/10


Finn Bálor vs. Bray Wyatt
Duelo entre duas figuras bizarras da WWE, mas com estilos contrastantes. Finn Bálor nunca se deixou intimidar pelo poderio físico de Bray Wyatt, lutando de forma destemida. Depois de algum tempo nas garras do adversário, alcançou o triunfo após um Coup de Grâce.
Vencedor: Finn Bálor
Nota: 5,5/10


WWE Raw Tag Team Championship:
Cesaro & Sheamus (c) vs. Dean Ambrose e Seth Rollins
Duelo entre uma dupla que se dava mal mas que tem fortalecido a relação e outra que já conheceu dias melhores mas procura novamente o sucesso coletivo. Combate entretido, entre uma equipa face e outra sem uma definição certa, embora nesta contenda tenha desempenhado o papel de heel.
Ambrose e Rollins estiveram perto da vitória após um Superplex do primeiro seguido de um Frog Splash do segundo, mas Cesaro impediu que Sheamus sofresse o pin fall. Seguiram-se near falls de parte a parte e submissões por intermédio do suíço, mas a decisão foi sendo adiada.
Só depois de muitas tentativas é que a vitória caiu para um dos lados, neste caso para os ex-The Shield, após uma ponta final incrível, sentenciada com um Dirty Deeds de Ambrose em Sheamus.
Vencedores: Dean Ambrose e Seth Rollins (novos campeões)
Nota: 7/10


WWE United States Championship:
(Shane McMahon como árbitro convidado)
AJ Styles (c) vs. Kevin Owens
Combate muito físico, devido à rivalidade acesa entre os dois, que não perderam a oportunidade de se magoarem um ao outro.
Depois de algum tempo a ser dominado, AJ Styles aplicou um Sunset Flip Powerbomb e avançou para o 450 Splash, mas Kevin Owens puxou Shane McMahon para cima de si, como se de um escudo se tratasse. AJ foi certificar-se do estado de Shane e KO aproveitou a distração para executar o Pop-up Powerbomb, mas o consequente pin fall não passou da near fall.
Um pouco depois, AJ embateu em Shane e aplicou a sua submissão em KO, que acabou por desistir, mas sem o árbitro ver. Ambos continuar a tentar aplicar os golpes mais potentes dos respetivos reportórios para chegar à vitória, mas nem o Styles Clash valeu a AJ. O mesmo sucedeu com o Pop-up Powerbomb de KO, cujo posterior assentamento teve Styles a tocar com o pé na corda. Kevin Owens enervou-se com o árbitro e Styles avançou para o Flying Forearm e para o Styles Clash para reter o título.
Vencedor: AJ Styles
Nota: 7,5/10


WWE Championship:
Jinder Mahal (c) vs. Shinsuke Nakamura
Nunca esperei ver um combate entre um indiano e um japonês pelo Título da WWE. Jinder Mahal tentou obter vantagem através da força e Nakamura de qualquer maneira, a mostrar a sua versatilidade: strikes, submissões e projeções.
A dada altura, Nakamura parecia lançado para aplicar o Kinshasa, mas distraiu-se com a aparição em ringue dos Singh Brothers e acabou por sofrer o Khallas que lhe ditou a derrota.
Não aprecio Jinder Mahal, mas há que admitir que a forma como está a ser booked é digna de um heel de topo.
Vencedor: Jinder Mahal
Nota: 6,5/10


Combate Fatal 4-Way pelo WWE Universal Championship:
(em caso de derrota, Brock Lesnar abandona a WWE)
Brock Lesnar (c) vs. Roman Reigns vs. Samoa Joe vs. Braun Strowman
Mesmo com um campeão com aura de invencível e indestrutível, os restantes candidatos ao trono não uniram forças para o derrubar. Depois de terem enviado Roman Reigns e Samoa Joe para fora do ringue, Brock Lesnar e Braun Strowman entraram em confronto, com vantagem para o segundo.
O caos depressa se instalou: Reigns atingiu Lesnar com um Spear que o fez atravessar a barreira de proteção, Joe plantou Reigns numa mesa de comentadores com um Urinage e Strowman derrubou Joe e ainda plantou Lesnar noutra mesa através de um Powerslam. Seguiram-se voos de Reigns e de Joe, como se de cruiserweights se tratassem. E sem que desse para recuperar o fôlego, Strowman voltou a carga ao atirar uma cadeira a Reigns e Joe e com novo Powerslam em Lesnar sobre uma mesa. Não totalmente satisfeito, Strowman atirou a mesa que restava para cima de Lesnar.
The Beast foi mesmo obrigado a sair da arena numa maca, tais os danos causados, enquanto Strowman se deliciava ao atingir Reigns e Joe com degraus. Reigns retribuiu o gesto e também atingiu Strowman com os degraus.
Entretanto, já Strowman tinha retomado o domínio, Lesnar voltou ao ringue para atacar o antigo membro da Wyatt Family, mas acabou por ser atingido por um Superman Punch e um Spear por parte de Roman Reigns, ainda que se tenha safado do assentamento.
Seguiram-se ocasiões para que todos finalizassem a contenda. Strowman executou Powerslams em Reigns e Joe, mas Lesnar evitou que ambos os pin falls chegassem ao fim. Joe executou o Coquina Clutch em Lesnar, que reverteu para F-5, mas Reigns impediu o assentamento. O próprio Reigns aplicou três Superman Punches em Lesnar e avançava para o Spear quando Lesnar o intercetou com um F-5, para manter o cinturão na sua posse.
Vencedor: Brock Lesnar
Nota: 9/10




Sem comentários:

Enviar um comentário